Acesse sua conta

Login

Entenda a diferença entre Reconhecimento de Firma e Autenticação de Documentos

Tanto o reconhecimento de firma quanto a autenticação de documentos são feitos em Cartórios de Notas, porém é comum que aja dúvidas entre os atos. Para esclarecer a diferença, detalhamos as características de cada procedimento.

Quando falamos em reconhecer firma, estamos do ato em que o Tabelião de Notas atesta que a assinatura em determinado documento pertence a uma determinada pessoa. Há duas formas de reconhecer a assinatura.

Por semelhança: O primeiro requisito é a pessoa ter firma aberta no Cartório de Notas. Neste caso, o tabelião vai comparar a grafia e a assinatura do documento apresentado com a presente na ficha do cartório. Sendo similar, ele fixará um selo de autenticidade a assinará o documento.

Por autenticidade: Neste caso o interessado deve ir pessoalmente ao cartório, portando seu RG e CPF originais. Para este ato a pessoa deve assinar o documento na presença do tabelião. O oficial atestará o ocorrido e reconhecerá a firma. Casos que exigem situações mais complexas, como a transferência de um imóvel por exemplo, exigem este procedimento.

Autenticação de documentos

Este procedimento trata-se de validar a cópia de um documento original em um Cartório de Notas. Neste ato o tabelião de notas atesta que aquela é uma cópia fiel do documento verdadeiro.

Para a autenticação não é obrigatório que o interessado faça a cópia do documento dentro do cartório. Neste caso o tabelião vai comparar a cópia apresentada com o original para confirmar se esta é fiel. Para comprovar a autenticidade, o tabelião coloca um selo de autenticidade, um carimbo e assinatura na cópia, atestando que aquele documento é idêntico ao original.

Fale com a Ouvidoria